Anvisa encontra pelo de rato em pimenta-do-reino preta moída da

Ajustar Comente Impressão

Um lote do molho de tomate com pedaços, da marca Heinz, foi proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta sexta-feira, 12.

No produto, segundo a Anvisa, foi encontrada uma quantidade acima do limite legal de pelo de roedor. A determinação da agência foi publicada no Diário Oficial da União (DOU). A medida foi tomada decorrência das análises fiscais realizadas e dos resultados laboratoriais obtidos que vão contra as normas sanitárias.

A interdição foi feita considerando o comunicado de recolhimento voluntário encaminhado pela WK Produtos Alimentícios Ltda, empresa que distribui a mercadoria, após uma auditoria interna detectar a presença das toxinas.

De acordo com a Anvisa, a empresa recolheu o lote 03 do produto, fabricado em 1º de março de 2016, que tinha prazo de validade até dezembro de 2019. Com a proibição, a empresa deverá recolher todos os estoques existentes no mercado.

Portanto, aos consumidores detentores de unidade (s) do Lote 25 20:54 M3-1, recomenda-se que entrem em contato através do número 0800 773 7737 ou pelo site www.heinzbrasil.com.br para substituição da (s) unidade (s) sem custos ao consumidor.

Foram encontrados pelos de roedores acima do limite máximo tolerado pela Anvisa.

Comentários