Caixa abre mais cedo nesta terça-feira para saque do FGTS

Ajustar Comente Impressão

Agência da Caixa Econômica Federal na Avenida Rio Branco. Os dados foram divulgados, nesta quarta-feira, pela Caixa Econômica Federal (CEF) com pagamentos efetuados até o dia 16 de maio.

Segundo a Caixa, o número de trabalhadores que já sacaram os recursos superou 15,8 milhões - ante os 20,1 milhões de pessoas nascidas no período de janeiro a agosto.

O valor supera a marca de 55% do total de recursos (R$ 43,6 bilhões) disponíveis pela MP 763/216, que libera o acesso às contas inativas do Fundo de Garantia. O número de trabalhadores que sacaram, nas primeiras etapas, equivale a 52% do total de 30,2 milhões beneficiados pelo saque das contas inativas do FGTS, de acordo com a medida provisória. O valor pago nas três etapas corresponde a 84,3% do total inicialmente previsto (R$ 29 milhões) até o momento. Segundo ela, ao tentar sacar o dinheiro que tinha nas contas inativas, cerca de R$ 1.160, descobriu que o valor já havia sido sacado em uma agência na cidade de São Paulo.

Valores até R$ 3.000 podem ser sacados em caixas eletrônicos ou nas Casas Lotéricas.

Em Mato Grosso do Sul, o programa deverá injetar aproximadamente R$ 564 milhões na economia com os saques de contas inativas.

Em maio, foi aberto o prazo para que os nascidos em junho, julho e agosto façam os saques.

Para fazer o saque, é recomendável levar a carteira de trabalho e o termo de rescisão do contrato, além de um documento de identificação como RG ou CPF. Para valores acima de R$ 10 mil, é obrigatória a apresentação desses documentos. O mesmo ocorrerá a partir de julho, quando quem nasceu em dezembro poderá sacar.

Comentários