Vitória terá retornos de Kieza e Gabriel Xavier contra o Santos

Ajustar Comente Impressão

Os dois gols da partida foram marcados por Copete, com duas assistência de Bruno Henrique.

Sem Lucas Lima, cotado para reforçar o Barcelona, o Santos contou com o brilho de Copete para voltar a vencer no Brasileirão, na noite desta quarta-feira. O Vitória ainda perdeu um pênalti, já aos 45min.

O meia-atacante não anotava um tento desde o dia 26 de abril, na vitória sobre o Paysandu por 2 a 0, pela Copa do Brasil. Desde então, passou em branco em nove partidas. O Coritiba, que tem 15 pontos, ainda visita o vice-líder Grêmio (19) nesta quinta. A gente teve uma partida excelente e ganhamos três pontos muito importantes para a gente. No dia seguinte, os baianos enfrentam o Atlético-PR na Arena da Baixada. No sábado, às 19h (de Brasília), o Santos recebe o Sport, na Vila Belmiro. Mas foi da lateral e do ataque que surgiram as melhores oportunidades de gol no primeiro tempo.

A partir de uma sequência de falhas da defesa baiana, Bruno Henrique roubou a bola no erro na saída de bola do rival e acionou Copete, que avançou com facilidade pela intermediária e acertou belo chute de fora da área, pegando desprevenido o adiantado goleiro Fernando Miguel. A sobra ainda ficaria com o colombiano, porém, no momento de fazer o gol, Fred apareceu bem para mandar de carrinho para escanteio. Bueno, outro substituto, este de Lucas Lima, também saiu na segunda etapa, para Longuine ser avaliado pelo treinador. Com ele pela esquerda e Bruno Henrique pela direita, a estratégia de Levir Culpi é apostar na velocidade pelos lados. Quatro minutos depois, no entanto, a equipe paulista encontraria a rede. Copete sacramentou o triunfo aos 31 minutos ao completar cruzamento de Bruno Henrique.

Na volta do intervalo, com o ex-santista Neilton na vaga de Leandro Salino, os mandantes foram para cima. Três minutos mais tarde, Vitor Bueno respondeu com um chute forte que parou em Fernando Miguel. David Braz fez falta em Neilton, que acabara de entrar em campo, dentro da área, aos 13. O jogadores do Leão reclamaram muito de pênalti, mas a arbitragem mandou seguir. Seis minutos depois, David escapou da marcação na entrada da área e mandou perto da meta. E de fato foi. Mas Kieza acertou o travessão e frustrou a torcida. Duas boas investidas culminaram no lance mais polêmico da partida. O camisa 10 acelerou o lado direito do ataque e incomodou David Braz e Jean Mota, mas não conseguiu nada mais do que um cartão amarelo por reclamação.

VITÓRIA - Fernando Miguel; Leandro Salino (Neilton), Kanu, Fred e Gefferson; Willian Farias, Uillian Correia, Patric e Gabriel Xavier (Todinho); David (André Lima) e Kieza.

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Renato, Alison (Léo Cittadini) e Vitor Bueno (Rafael Longuine); Copete (Arthur Gomes), Bruno Henrique e Kayke.

Comentários