Incêndio de Pedrógão Grande poderá ficar controlado dentro de 24 horas

Ajustar Comente Impressão

"Foi um grande avanço, temos uma grande expectativa e todas equipas estão motivadas para controlar o incêndio", declarou Vítor Vaz Pinto num briefing feito aos jornalistas no posto de comando em Avelar.

Já Alice Luzio, do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), explicou que nos dois incêndios estão registados até às 07:00, 204 feridos, 179 referentes a Pedrógão Grande e 25 a Góis, sendo que sete são graves.

O comandante da Defesa Civil de Portugal, Vitor Vaz Pinto, desmentiu nesta terça-feira as informações sobre a queda de um dos aviões que combatem os incêndios em Portugal, mas admitiu que receberam essa notícia e enviaram soldados à região do suposto acidente.

Ao nível de mortes, confirmou que se mantêm as 64 e em termos de apoio psicológico, até às 07:00, foram assistidas 552 pessoas. "Houve um alerta para queda de aeronave e foi cumprido o protocolo para estas situações", disse. "Continuam a ser uma preocupação", frisou.

"Não tenho conhecimento da queda de nenhum avião" que tenha sido contratado ou que estivesse a serviço da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), disse Vaz Pinto em coletiva de imprensa. As chamas chegaram aos distritos de Castelo Branco, através do concelho da Sertã, e de Coimbra, pela Pampilhosa da Serra.

Adiantou, ainda, que o teatro de operações de Pedrógão Grande foi reforçado com meios aéreos, dado a impossibilidade de neste momento, estes poderem operar em Góis devido à falta de condições de visibilidade.

Às 14:30 estavam no teatro de operações de Pedrógão Grande, 1.202 operacionais, apoiados por 404 viaturas, aos quais foram reafetados nove aviões Canadair, visto a sua impossibilidade de operar em Góis.

Ainda segundo a agência Lusa, "uma dezena de veículos dos bombeiros concentraram-se hoje junto de um posto de combustível, na localidade de Picha, em Pedrógão Grande, a alguns metros de onde alegadamente caiu esta tarde o avião Canadair de combate ao fogo".

Comentários