Bruno de Luca é condenado por xingar recepcionista de hotel

Ajustar Comente Impressão

A Primeira Câmara de Direito Civil do Tribunal de Justiça de Santa Catarina divulgou a decisão na quinta-feira (06).

Testemunhas afirmaram que os atores estavam alcoolizados e a atriz chegou a bater no recepcionista. Cabe recurso ao ator.

O funcionário alega ter ligado duas vezes ao quarto do apresentador, que não teria atendido. Ele diz ter pedido presencialmente a Bruno que reduzisse o som, mas foi ignorado e, em razão da insistência com a música alta no meio da madrugada, registrou o fato no livro de hóspedes do hotel. Xingou o recepcionista de "favelado", "filho da puta" e "vagabundo".

Em seguida, o ator desceu acompanhado da atriz Lívia Lemos, que não é ré nem foi arrolada como testemunha na ação., e insultaram o funcionário. O relato de um atendente que estava no local cita que Bruno incentivou o funcionário a responder ao soco da modelo. "Bate! Bate! Revida!", gritava o apresentador. Demorou, mas só agora a Justiça de Santa Catarina condenou o apresentador a pagar uma indenização no valor de 15.000 reais, de acordo com a Veja. Todavia, não o fez. "Nem sequer as alegações de agressões mútuas ou de invasão ao seu dormitório foram comprovadas ao longo da instrução probatória".

A reportagem não localizou a atriz.

Comentários