Campanha de vacinação imuniza 11 milhões contra a gripe

Ajustar Comente Impressão

Apesar do fim da campanha, as doses permanecem disponíveis em postos de saúde do estado, e o Ministério da Saúde recomenda que, para evitar o desperdício das vacinas, estados e municípios continuem a imunização.

Apesar do fim da campanha, a cidade vai ter dois postos de vacinação no próximo sábado (15) abertos à população.

Em 14 cidades do estado, menos de 50% das pessoas que pertencem aao público-alvo foram imunizadas, enquanto em outros 59 municípios a cobertura vacinal está entre 50% e 89%. A campanha tem por objetivo atualizar as cadernetas de vacinação. Mas, ao longo da campanha, iniciada em 17 de abril, o público alvo foi ampliado, além dos grupos prioritários estabelecidos pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) - bebês a partir dos seis meses e crianças menores de cinco anos de idade, idosos a partir dos 60 anos, gestantes, puérperas, indígenas, profissionais de saúde que trabalham em serviços públicos e privados, professores das redes pública e privada. A gripe é uma doença considerada simples, mas que pode evoluir para casos graves, principalmente entre os grupos prioritários, portanto, esperamos que aqueles que ainda não se vacinaram ou não levaram seus filhos a uma unidade de saúde não deixem de procurar uma unidade de saúde - afirmou o secretário estadual de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Jr.

- A vacina contra a gripe é segura e é uma medida preventiva fundamental. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, o número é 10% superior à meta deste ano. Além de imunizar contra a gripe A H1N1, as doses protegem contra os vírus A/Hong Kong (H3N2) e B/Brisbane.

Comentários