Pai do cinema zumbi, George Romero morre aos 77 anos

Ajustar Comente Impressão

Ele sofria de câncer de pulmão.

George Romero realizou em 1968 "A Noite dos Mortos Vivos", mas não estava na sua mente chamar "zombies" aos monstros de rosto humano que procuram comer a carne dos vivos e que perseguem um pequeno grupo de sobreviventes. Com orçamento estimado em módicos US$ 114 mil, o longa estrelado por Duane Jones e Judith O'Dea é considerado um dos maiores clássicos cult de horror de todos os tempos, muito elogiado também por ter escalado um ator negro (Jones) no papel principal, fato pouco comum na década de 1960.

Romero serviu como produtor executivo da série de televisão dos anos 80, Tales from the Darkside, e foi também produtor executivo de remakes dos seus filmes, como Night of the Living Dead e The Crazies.

Depois, Romero comandou algumas sequências do filme, e outras produções de terror, o que lhe acometeu o título de mestre do segmento. (.). Agora, por causa de Guerra Mundial Z e The Walking Dead, eu não consigo fazer um filme pequeno e modesto de zumbis, que deveria ser algo sociopolítico.

Recentemente, ele chegou a ser anunciado como diretor de um dos filmes da franquia "Resident Evil", mas se desligou do projeto por diferenças criativas.

Ele deixa três filhos e a mulher, Suzanne Desrocher Romero.

George Andrew Romero nasceu em 1940, em Nova York.

Comentários