Rio Grande do Sul deve registrar neve durante a semana

Ajustar Comente Impressão

De acordo com dados do Climatempo, esta massa de ar polar pode ser bem mais forte do que a do ano passado, o que tem criado uma expectativa muito grande em relação à queda de neve.

NeveA grande sensação desta nova massa de ar polar sem dúvida será a neve. A previsão é de que na noite desta segunda para terça-feira, sejam registradas as menores temperaturas do ano para o Brasil, sendo que até o momento a cidade de Bom Jardim da Serra, em Santa Catarina, é a recordista, pois o município já registrou -5,7°C, no dia 26 de junho. Além da neve há chance também de fenômenos como chuva congelada e sincelo.

O fenômeno, no entanto, deve ocorrer somente no dia 17 de julho. Não se pode descartar também a chance de nevar em áreas mais baixas no sul do Rio Grande do Sul, em regiões próximas da fronteira com o Uruguai e também em território uruguaio.

O dia 17 é "o" dia da neve porque é neste dia que o centro da forte massa de ar de origem polar estará no norte da Argentina, e começa a injetar o frio intenso sobre o Sul do Brasil, e é quando teremos muita umidade na Região.

Não está descartada a presença de neve já durante a manhã de segunda em alguns pontos, mas, em geral, as simulações retardaram o período mais favorável à neve para a tarde e noite. Moradores e turistas já podem ir se preparando, pois o frio será intenso e apesar da paisagem ficar bonita, é preciso ter atenção redobrada com a saúde.

Antes de chegar ao Brasil, esta forte onda de frio põe a maioria das áreas da Argentina dentro do freezer. No dia 18 de julho, a bola entra com tudo e mais 100 sobre o Sul do Brasil. O Climatempo alerta ainda para o risco de geada na Região Sul e até no Mato Grosso do Sul. Desta vez, as condições para a ocorrência do fenômeno são mais consistentes do que no dia 9 de junho, quando se observou o primeiro evento de neve na Região Sul no outono/inverno de 2017. O serviço nacional de meteorologia da Argentina emitiu na sexta-feira, 14, um aviso especial alertando para a possibilidade de nevar em áreas mais elevadas da província de Buenos Aires que ficam no sul/sudoeste da região.

Comentários