Dia dos Pais deve movimentar R$ 7 milhões no comércio local

Ajustar Comente Impressão

Em consonância com esse avanço, cresceu também o número de fortalezenses dispostos a comprar presentes para os pais, alta de 5,7 pontos percentuais ante 2016, levando a fatia a 45,5% neste ano. Com isso, a data deverá injetar cerca de R$ 10,7 bilhões nos setores do comércio e dos serviços em 2017. O consumidor deve presentear, sim. Porém, é importante respeitar o tamanho do próprio bolso, planejar os gastos e fazer muita pesquisa de preço, dando prioridade ao pagamento à vista.

Roupas, perfumes e cosméticos e calçados são os itens mais apontados pelos consumidores, com saldos respectivos de 40%, 16% e 16%.

Já acessórios como cintos, óculos, carteiras e relógios vêm logo em seguida com 14% da intenção de compra na data.

O Dia dos Pais deste ano deverá movimentar R$ 7,18 milhões na economia de Três Lagoas. Há ainda 4% de entrevistados que devem se auto presentear.

A maioria dos consumidores ouvidos (75%) apontou que pretende pagar à vista - desses, 66% em dinheiro e 9% no cartão de débito.

Em 2016, em meio à crise política e econômica, menos da metade dos consumidores compraram presentes para o papai (49%).

O levantamento mostra ainda que, como parcela significativa da população de Três Lagoas realizará sua comemoração em casa, há oportunidades de maior dinamismo aos supermercados e similares e, de restaurantes que trabalhem com "delivery".

O shopping center se destaca como o principal local de compra para 35% dos entrevistados. Outros 19% pretendem comprar produtos com preços entre R$ 101 e R$ 150. As lojas online devem ser a preferência de apenas 2% dos compradores.

Segundo o levantamento, a procura pelo presente dos pais deve se intensificar pelos próximos dias: 41% dos entrevistados disseram que vão deixar a compra do presente para esta primeira semana de agosto e 34% só o farão no sábado, véspera do Dia dos Pais.

A pesquisa, feita em parceria com o Sebrae, ouviu 872 consumidores de ambos os gêneros, acima de 18 anos e de todas as classes sociais nas 27 capitais do País. Para avaliar o perfil de compra, foram considerados 600 casos da amostra inicial que têm a intenção de comprar presentes.

Comentários