Ciclone no oceano poderá provocar ondas de até quatro metros no litoral

Ajustar Comente Impressão

A navegação de pequenas e médias embarcações não é aconselhada nestes dias.

O vento presente entre Florianópolis e Passo de Torres é nordeste e com rajadas de 50 a 80 quilômetros por hora.

Outro fenômeno que deve afetar os catarinenses na tarde desta sexta-feira a no fim de semana é a maré alta, que ocorre devido à maré astronômica - que resulta da atração gravitacional exercida pela lua e pelo sol sobre a Terra - da influência do vento e das grandes ondas, geradas pela presença de um ciclone e um sistema de alta pressão no Litoral do Brasil. As áreas que podem ser afetadas pela maré alta são a Rodovia Diomício Frentas e o Centro Sul, as praias do Sul da Ilha, em Florianópolis e também a avenida Atlântica de Balneário Camboriú, Barra Velha, Araranguá, Laguna, Itajaí e Joinville. Ainda há a orientação para proteger embarcações e materiais usados na pesca. Conforme a Epagri/Ciram, no Litoral segue a condição de chuva fraca, especialmente na madrugada e manhã. O temporal deve começar no Oeste catarinense no fim do dia, onde a previsão indica entre 40 a 60 mm de chuva.

A Epagri/Ciram alerta para o risco de temporais com raios, ventania e queda de granizo. A chuva deve atingir as demais regiões no decorrer do dia, com o avanço da frente fria.

Comentários