Padre Fábio de Melo admite ter Síndrome do Pânico: 'Não tenho vergonha'

Ajustar Comente Impressão

Há 20 dias tive sintomas de síndrome do pânico, diagnóstico que já tinha tido 2 anos atrás e que superei muito rapidamente na época.

Depois de contar a Otaviano Costa que sofria de síndrome do pânico em entrevista para a Rádio Globo, o padre Fábio de Melo fez um desabafo, nesta sexta-feira, em seu perfil no Instagram. Fiquei praticamente uma semana trancado em casa, com sensação de morte, tristeza profunda e medo de tudo.

Nas redes sociais do religioso, fãs dele estão pedindo correntes de oração pela melhora da sua saúde e enviando mensagens positivas. Quero continuar a minha vida, fazer o que eu faço e, quando eu quiser fazer a minha pausa, quero dizer também 'Olha, hoje eu não estou com disposição'. O sacerdote contou que foi atendido pelo médico Víctor Sorrentino, que o recomendou procurar uma psiquiatra. Os medicamentos fizeram uma enorme diferença.

Fenômeno nas redes sociais, Padre Fábio de Melo é conhecido pelo bom humor e opinião ácida em suas publicações. "Estou me sentindo bem melhor, ainda que não me sinta inteiro", postou o padre que espera servir de exemplo de superação para as pessoas. Quando estiver mais inteiro eu falarei mais sobre o assunto, pois sei que minha partilha poderá ajudar os que enfrentam o mesmo problema que eu. Ela é expressão da leveza que quero sempre levar comigo.

"Tem assuntos sagrados que eu sei que não posso brincar mais", declarou.

Comentários