'É perto para caramba': asteroide se aproximará da Terra em breve

Ajustar Comente Impressão

PERTO Batizado de TC4, o asteroide passou pela primeira vez pelo nosso planeta em outubro de 2012, a aproximadamente o dobro da distância, e tem entre 15 e 30 metros de comprimento. Entretanto, tinha desaparecido de vista. O exercício não somente confirmará as previsões dos especialistas quanto à trajetória do asteroide, como também indicará a rapidez com que os cientistas da agência espacial conseguiriam reagir no caso de um acidente envolvendo a aproximação de um asteroide como o TC4. Agora, o Observatório Europeu do Sul, no Chile, conseguiu localizar novamente o objeto espacial, a 56 milhões de quilómetros de distância do planeta Terra. "Passará tremendamente perto", destacou Rolf Densing, diretor de operações da ESA.

Em nota a Agência Espacial Europeia, afirma que pretende acompanhar os movimentos de objetos que estão próximos da Terra e observar a habilidade de respondermos junto com as ameaças reais de um asteróide. Um asteroide um pouco maior do que o "TC4", com 40 metros de diâmetro, causou o maior impacto na história recente da Terra, quando explodiu sobre Tunguska, na Sibéria, em 1908.

Qualquer entrada na atmosfera de um asteroide deste tamanho poderia desencadear uma explosão semelhante a que ocorreu em 2013 na cidade de Chelyabinsk, na Rússia. Partiu as janelas de quase cinco mil edifícios e feriu 1200 pessoas. "Está muito perto", disse um dos cientistas, acrescentando que não há motivo para preocupação.

No entanto, faz-nos pensar sobre o que vai acontecer da próxima vez.

Comentários