Avião de ex-senador boliviano cai em Goiás

Ajustar Comente Impressão

De acordo com o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, o primeiro atendimento foi feito no local do acidente pela corporação de Goiás, mas, como Luziânia é próxima ao DF e é nele que haveria estrutura melhor de atendimento, um helicóptero foi enviado de Brasília para a remoção. O piloto mora em Brasília e foi identificado como o ex-senador boliviano Roger Pinto Molina. O ex-senador boliviano está em estado grave no Hospital de Base de Brasília.

Ainda não se sabe o que causou o acidente com o ultraleve, que caiu logo após a decolagem na cabeceira da pista. A aeronave ficou completamente destruída. Bombeiros foram acionados e conseguiram retirar o piloto, que ficou preso às ferragens.

Molina, de 57 anos, sofreu traumatismo craniano grave, trauma de face e abdomem. Molina foi senador na Bolívia pelo Plano de Progresso para a Bolívia - Convergência Nacional, partido de extrema direita. O político foi levado para um hospital de Brasília com vários ferimentos.

Roger Pinto pediu asilo ao Brasil em maio de 2012, alegando perseguição política após ser acusado de vender terras de Pando, departamento que governava, e de ser o mandante de uma ação em que 20 índios foram mortos.

O ex-senador também foi citado na época do acidente com o avião que levava o time da Chapecoense a Medellín, na Colômbia, que deixou 71 mortos.

Comentários