Inês Henriques ganha medalha de ouro nos 50 km marcha

Ajustar Comente Impressão

"O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e o secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, felicitam a atleta Inês Henriques pela sua inesquecível exibição nos Mundiais de Atletismo de Londres, conquistando a medalha de ouro nos 50km Marcha Femininos", lê-se numa nota hoje enviada pelo Ministério da Educação (ME).

Inês Henriques descreve-se como uma "atleta trabalhadora" que sempre acreditou conseguiria melhor e no ano passado, depois dos Jogos Olímpicos do Rio2016, começou a ponderar fazer os 50km marcha.

A atleta do CN Rio Maior, de 37 anos, foi cronometrada em 4h05m56s, batendo o seu anterior recorde mundial, que estava fixado nas 4h08m25s e datava de 15 de janeiro de 2017, em Porto de Mós. A portuguesa dominou toda a prova neste domingo e comemorou o feito. "Então estou muito feliz com essa minha conquista".

O pódio nos Mundiais de Londres foi completado com duas atletas chinesas: Hang Yin, prata, com 4:08.58, e Shuqing Yang, bronze, com 4:20.49. A marcadora portuguesa conquistou a medalha de ouro com um novo recorde mundial, o primeiro destes Mundiais de atletismo em Londres, e destacou este título como uma vitória das mulheres.

Portugal soma agora 19 medalhas na história da competição, seis das quais de ouro e quase sempre no setor feminino: apenas Nélson Évora, campeão em 2007, se intromete entre Rosa Mota (1987), Fernanda Ribeiro (1995), Manuela Machado (1995), Carla Sacramento (1997) e, agora, Inês Henriques.

Comentários