Usain Bolt lesiona-se na derradeira corrida — Mundiais de atletismo

Ajustar Comente Impressão

Contra todas as expetativas, a Grã-Bretanha ficou com a medalha de ouro. Mas não foi só esta proeza inédita a captar as atenções no antigo Estádio Olímpico.

A carreira de Usain Bolt terminou bastante mal, com o já lendário atleta jamaicano a lesionar-se este sábado na sua última corrida, a final dos 4x100 metros dos Mundiais de atletismo de Londres, que a Jamaica não terminou.

O interese competitivo era grande, naturalmente, mas havia também uma dimensão simbólica na prova colectiva de velocidade. A Jamaica de Bolt não conseguiu concluir a prova. Muito abalado, o Raio tentou ser consolado pelos companheiros de equipe e aplaudido pela torcida, mas o abatimento caiu sobre o Homem mais rápido do mundo.

Reconfortado pelos colegas, a Bolt ainda foi sugerida uma cadeira de rodas para o ajudar a recolher aos balneários, mas o jamaicano acabaria por deixar a pista pelo próprio pé, numa despedida que seguramente não esperava e que lhe deixa ingratas recordações dos últimos Mundiais em que competiu.

Na prova de hoje do revezamento 4x100, quem acabou ficando com o lugar mais alto do pódio foi a equipe da Grã-Bretanha, que surpreendeu ao superar a forte equipe dos Estados Unidos, segunda colocada na disputa.

Comentários