Bovespa bate recorde de 2008 ao ultrapassar os 74 mil pontos

Ajustar Comente Impressão

O índice superou os 74 mil pontos, o maior patamar já registrado desde a criação do Ibovespa, em 1968. A Bovespa abriu em alta firme nesta manhã, renovando máximas até alcançar o patamar dos 74 mil pontos.

A marca histórica anterior do Ibovespa é de 20 de maio de 2008, quando o índice atingiu 73.516 pontos. O giro financeiro era de R$ 2,5 bilhões.

O pedido de prisão de delatores da J&F, controladora da JBS, trouxe mais fôlego ao mercado, com a visão de enfraquecimento de uma nova eventual denúncia contra o presidente Michel Temer e de mais força para o governo avançar a agenda de reformas.

"A gente está num ciclo de otimismo, sem notícia negativa no curto prazo".

O exterior também favoreceu o tom positivo, com a redução das preocupações sobre as tensões geopolíticas depois que a Coréia do Norte não realizou novos testes nucleares e com alívio após o enfraquecimento da tempestade de Irma. A bolsa está há três semanas acima dos 70.000 pontos e acumula alta de 23,4% em um ano.

- VALE ON teve alta de 1,77%, acompanhando a recuperação dos contratos futuros de minério de ferro na China nas negociações noturnas no mercado asiático, após quedas vistas mais cedo.

- A ELETROBRAS ON subiu 7,11 por cento e a ELETROBRAS PNB cresceu 6,23 por cento, entre as maiores elevadas do Ibovespa, com perspectivas de progresso nos planos de privatização da empresa.

- BRADESCO PN avançou 3,85 por cento e ITAÚ UNIBANCO PN subiu 1,69 por cento, em sessão positiva para os bancos.

- A JBS ON subiu 0,61 por cento, reverte as perdas iniciais, levando a venda do Moy Park ao Pilgrim's Pride, que possui a JBS como seu acionista controlador, em um acordo que valoriza a empresa em cerca de 1,3 bilhões de dólares.

Os negócios começam a segunda-feira tendendo para a alta, repercutindo as prisões dos executivos da J&F ontem.

Comentários