Joesley e Saud são presos em São Paulo

Ajustar Comente Impressão

Joesley também afirmaria no áudio que Miller estaria atuando para influenciar Rodrigo Janot, Procurador-Geral da República, para fechar acordo de delação premiada com a JBS.

Na nota, a defesa alega também que entregou provas de que Marcello Miller estava afastado do grupo da Operação Lava Jato e das atividades da Procuradoria Geral da República desde julho de 2016, quando passou a trabalhar na Procuradoria da República no Rio de Janeiro. As fotos das malas de dinheiro em um apartamento soteropolitano ganharam as primeiras páginas de jornais e as redes sociais, culminando, nessa quinta-feira, 07, com a informação da Polícia Federal de que foram encontradas digitais do ex-ministro no apartamento.

Na última segunda-feira (4), Janot anunciou a abertura de investigação para apurar possíveis irregularidades nas negociações da colaboração firmada com o Ministério Público. "Dessa forma, em prol do contraditório e da ampla defesa, requer-se a intimação dos peticionários, bem como a cópia do requerimento e das peças necessárias, para manifestação, consoante o texto legal mencionados", pediu a defesa de Joesley Batista e Ricardo Saud, afirmando que os clientes estão dispostos a cumprir a lei. Janot não se convenceu dos argumentos.

Os delatores argumentam que apenas consultaram Miller em linhas gerais sobre o processo de delação e que acreditavam que ele já havia saído da PGR. O ex-procurador foi exonerado no início de abril da PGR.

"Ambos desde já deixam à disposição seus passaportes, aproveitando para informar que se colocam à disposição para comparecerem a todos os atos processuais para prestar esclarecimentos, da mesma forma com que têm colaborado com a Justiça até o presente momento", diz petição assinada pelos advogados Pierpaolo Bottini e Ana Fernanda Delosso, em nome de Joesley e Saud. Para tal citam artigo do Código Penal segundo o qual, se o caso não for de urgência ou de perigo de ineficácia da medida, o juiz deve intimar o alvo de uma medida cautelar (como pedido de prisão), acompanhada de uma cópia do requerimento e das peças necessárias.

Comentários