Cardozo afirma que 'nunca' disse a Joesley que poderia interferir no Supremo

Ajustar Comente Impressão

Saud disse que contou a Miller sobre um encontro que teve com o ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, que havia sido gravado, e sobre outras gravações que pretendia fazer -tudo isso antes de o acordo com a PGR ser fechado. Segundo Cardozo, que refutou as acusações de que teria discutido a possibilidade de influenciar ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para beneficiar o empresário, bem como a de que um sócio teria recebido dinheiro do grupo, ele foi procurado por Joesley que estaria interessado em contratar seus serviços como advogado. "Agora o Joesley diz que o Marco Aurélio teria dito que uma parte do dinheiro ia para mim".

De acordo com informações publicadas nesta segunda-feira (11) pelo jornal "Folha de S.Paulo", a informação sobre a conversa com o ex-ministro José Eduardo Cardozo foi dada por Ricardo Saud na última quinta-feira (7), durante depoimento prestado à Procuradoria. "Há, por exemplo, trocas de e-mails entre Marcello Miller e advogada do mencionado escritório, em época em que [ele] ainda ocupava o cargo de procurador da República, com marcações de voos para reuniões, referências a orientações à empresa J&F e indícios de tratativas em benefícios à mencionada empresa", escreveu Janot no pedido de prisão. Ele diz que o outro diz.

Para Janot, a gravação da conversa entre Joesley e Saud leva à conclusão de que Miller vinha auxiliando os colaboradores antes de se desligar do Ministério Público Federal (MPF). "E minha sorte é que nunca decidi nada para a JBS", afirmou. O ministro Edson Fachin, do STF, determinou a prisão temporária dos dois executivos da J&F, contudo, rejeitou a de Miller.

"[Saud afirmou] que disse a Marcello Miller que gravaria o [senador] Ciro Nogueira (.); que disse a Marcello Miller que gravou José Eduardo Cardozo; (.) que Marcello Miller disse que aquilo daria cadeia, que iriam para cima dele, depoente, e José Eduardo Cardozo; que depois dessa conversa Marcello Miller saiu da sala e estava mandando mensagens no celular; que achou isso estranho, o fato de mandar mensagens logo após essa conversa; que não mostrou a gravação de José Eduardo Cardozo a Marcello Miller, apenas mostrou um pen drive", diz trecho do pedido de Janot.

Comentários