Família cai em cratera de vulcão em Nápoles e morre

Ajustar Comente Impressão

Um casal morreu ao tentar salvar o filho, que também perdeu a vida, ao cair na cratera de um vulcão (Solfatara), em Nápoles, Itália.

A polícia italiana ainda tenta determinar como o incidente ocorreu, mas, de acordo com testemunhas, o filho do casal ultrapassou uma zona interditada e os pais tentaram ir buscá-lo, mas todos acabaram caindo na cratera.

O campo vulcânico em questão - de Solfatara, a cerca de 20 quilômetros de Nápoles - é cercado para manter os turistas a uma distância segura.

O filho mais novo de Massimiliano e Tiziana, identificado como Alessio - de sete anos de idade -, também estava na viagem que marcava o último dia de férias escolares das crianças, e como ele não se aproximou da área proibida, foi o único a sobreviver à tragédia.

"Quando cá chegou não sabia se eles estavam vivos ou mortos". O Telegraph cita o proprietário de um bar localizado na entrada da zona volcânica, que afirma que, em 40 anos, nunca viu um acidente deste género.

A família é natural de Turim e a criança sobrevivente foi encontrada aos prantos.

Ainda não é claro se foram os gases ou as lamas vulcânicas a provocar a morte das três vítimas.

"Ou houve uma pequena explosão ou parte do chão cedeu por causa do peso deles e fê-los cair no buraco", dizem as autoridades.

Para além da criança de 11 anos, as autoridades recuperaram, ainda, os corpos dos pais, um homem de 45 anos e uma mulher de 42.

Comentários