Dove é criticada e remove propaganda considerada racista; veja

Ajustar Comente Impressão

Na propaganda, uma mulher negra tira uma camiseta para revelar uma mulher branca, que também tira sua roupa e revela uma terceira mulher.

Com apenas três segundos de duração, o vídeo foi reproduzido apenas nos Estados Unidos, mas imediatamente se tornou alvo de críticas feitas por internautas do mundo inteiro e deu origem até a uma hashtag - #BoycottDove - que chegou a figurar nos trending topics do Twitter no fim de semana.

Mesmo com a exclusão imediata da publicação da Dove do Facebook, internautas conseguiram copiar e gravar as imagens mostradas no vídeo, sendo posteriormente divulgadas mais uma vez nas redes sociais. As informações são do El País.

Na sexta-feira, a maquilhadora norte-americana Naomi Blake, conhecida como Naythemua, publicou as imagens no Facebook com a legenda: "Estava a navegar no Facebook quando este anúncio da Dove me apareceu". O pedido de desculpas também foi veiculado via Twitter e Facebook.

A publicação original da Dove recebeu 1,3 milhão de comentários, mais de 3.700 reações e foi 10.180 vezes partilhada.

A campanha era um gif que mostrava uma mulher negra tirando sua camiseta marrom para revelar uma mulher branca, que então tira sua camiseta de uma cor mais clara, revelando uma mulher de cor em uma camiseta um pouco mais escura.

Na Bolsa de Valores de Londres, às 07h30 (4h30 de Brasília), o preço da ação da Unilever caia ligeiramente, 0,39%, em um mercado estável.

Esta não é a primeira vez que a Dove é acusada de racismo. De resto, muitos utilizadores que se depararam com esta polémica recordaram uma campanha publicitária que também deu que falar em 2011. Com um antes e depois de usar a loção para a pele. "O que diz às pessoas negras?"

Comentários