Comissão Técnica entrega relatório na quinta-feira — Incêndios

Ajustar Comente Impressão

A comissão concluiu ainda que nas primeiras horas, deveriam ter sido dadas ordens para retirar as pessoas das aldeias em torno de Pedrógão Grande.

No início de outubro, o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, adiantou que o dia 12 era a data mais provável para a entrega do documento, confirmando-se assim que esta irá decorrer durante a manhã desta quinta-feira.

Esta quarta-feira, em declarações aos jornalistas, o primeiro-ministro anunciou que o Governo vai reunir-se no próximo dia 21 em Conselho de Ministros extraordinário para analisar e tomar medidas com base no relatório da Comissão Técnica Independente sobre a vaga de grandes incêndios florestais no país.

Segundo António Costa, a partir do relatório, o Governo quer "executar as medidas que são necessárias não só para apurar as responsabilidades que devam ser apuradas em relação ao que ocorreu, como, mais importante, tomar as medidas que devam prevenir que no futuro não voltem a acontecer as tragédias" da dimensão das que se registaram no último verão.

O líder parlamentar do PSD, Hugo Soares, afirmou hoje que a comissão técnica aos incêndios funcionou com "total independência" e que o relatório que elaborou deve ser "por todos valorizado". "De uma forma informada e cientificamente robusta, esse relatório permitir-nos-á olhar para o que se passou e para um desafio de fundo que tem pela frente", acrescentou.

Outra das conclusões do relatório da comissão foi a de que o alerta precoce poderia ter evitado a maioria das 64 mortes registadas no incêndio que começou em 17 de junho em Pedrógão Grande.

Comentários