Fluminense sofre com expulsão e perde de virada para o Cruzeiro

Ajustar Comente Impressão

No primeiro, o Cruzeiro bateu o Fluminense no Mineirão de virada, por 3 a 1. Pedro abriu o placar. E, com o Fluminense ocupando a 12ª colocação, com 43 pontos, ele reforçou o pedido para que a equipe atue com sabedoria para se distanciar das últimas posições.

Na próxima quarta-feira, o Flu visita o Corinthians em Itaquera, em jogo que pode decidir o título para os paulistas. Gustavo Scarpa chutou fraco, a bola sobrou para Pedro que arrematou no canto esquerdo baixo de Fábio: 1 a 0 para o Fluminense. O empate do Cruzeiro veio nove minutos mais tarde.

Já os problemas de Abel Braga eram maiores. E também foi assim que, apenas dois minutos depois, Wendel dominou sozinho e bateu nas mãos de Fábio. O empate da Raposa também saiu na primeira finalização do time mandante. Lucas Romero tabelou na intermediária, recebeu na frente e soltou a bomba.

Os muitos passes errados seguiram proporcionando aos times bons contra-ataques.

De fora da área, já aos 45, Thiago Neves também assustou Diego Cavalieri.

Mais ligado e com a marcação mais alta, o Cruzeiro começou o segundo tempo pressionando. A bola foi com bastante força e Cavalieri espalmou com a ponta dos dedos para a linha de fundo.

Marlon cortou bola com o braço e recebeu o cartão amarelo. A demora na expulsão foi uma mostra da confusa arbitragem de André Luiz Castro. Aos 14, Diogo Barbosa aproveitou cobrança de falta na área, apareceu por trás da defesa e deixou o time da casa na frente. O gol foi legal, mas os jogadores do Flu reclamaram demais e o árbitro, outra vez, demorou demais para tomar a decisão, mas o validou.

Aos nove minutos do segundo tempo, o Flu ficou com um a menos. O Cruzeiro teve chance atrás de chance.

E então, aos 27 minutos, para finalizar a noite de gala, depois de tanto servir, Thiago Neves fez o dele. Ele marcou um gol e deu duas assistências na vitória celeste por 3 a 1. A bola desvia nas costas do zagueiro Henrique e entrou no ângulo de Diego Cavalieri.

Comentários