Tucano Bruno Araújo pede demissão do Ministério das Cidades

Ajustar Comente Impressão

A ideia do presidente da República era tirar dois ministros do PSDB, entre os quais Bruno de Araújo.

Em meio à crise na qual o PSDB tenta decidir se deixa ou não a base aliada do governo de Michel Temer, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, entregou nesta segunda-feira (13) sua carta de demissão no Palácio do Planalto, dando início ao desembarque dos tucanos. Sua saída foi resultado da pressão da bancada de deputados tucana que se rebelou contra a cúpula da legenda, que defendia a permanência no governo.

Deputado pernambucano, Araújo foi quem deu o voto decisivo para que a Câmara aceitasse o pedido de impeachment contra Dilma Rousseff, o que culminou num golpe parlamentar.

Comentários