Em convenção, tucanos gritam "Fora Aécio"

Ajustar Comente Impressão

A eleição de Alckmin anteciparia sua escolha paracandidato do partido à sucessão do presidente Michel Temer.

O senador de Minas Gerais também foi extremamente criticado por Pedro Tobias, que disse a jornalistas: "O estrago feito por ele ao partido foi grande demais".

"Acredito que o restabelecimento da coesão, com tolerância à variabilidade das opiniões internas, mas também com firmeza de propósitos, requer que o presidente designado do PSDB, Alberto Goldman, crie condições para que líderes experientes e respeitados, como o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, assumam posição central no partido", escreveu Fernando Henrique, em uma rede social.

- Não é uma decisão nem de um, nem de outro.

FHC afirmou não ter objeções ao governador de Goiás, Marconi Perillo, e disse que ele tem direito de concorrer ao comando do PSDB na convenção. A ala mais ligada a Aécio defende a permanência do partido no governo, enquanto o grupo mais próximo a Tasso, que conta com parlamentares mais jovens da legenda, defendem o desembarque.

Na mensagem, Fernando Henrique diz ainda fazer um "apelo ao bom senso e às responsabilidades nacionais dos líderes do partido para que busquem restabelecer a unidade", diante do que chamou de "acirramento" causado pela destituição de Tasso da presidência interina do PSDB.

Se até 9 de dezembro, data marcada para a sua convenção, o PSDB não se decidir entre o senador Tasso Jereissati (CE) e o governador Marconi Perillo, de Goiás, ambos candidatos a presidente do partido, Geraldo Alckmin será eleito presidente por aclamação.

"Se porventura tal convergência não se concretizar, o que porá em risco as chances do PSDB, já disse que apoiarei a candidatura do senador Tasso Jereissati à presidência do partido".

- A melhor pacificação é o diálogo, é o entendimento. De resto, daria a Alckmin maior autoridade para tentar unir o partido, hoje, em frangalhos.

Sem dar indicação sobre sua posição nesse assunto, Goldman lembrou da participação do partido nas reformas de Temer, como a reforma do Ensino Médio.

Comentários