Mais de 50 civis mortos em ataques aéreos contra bastião rebelde

Ajustar Comente Impressão

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) informou neste domingo que metade dos mortos é formada por menores de idade, vitimados por ataques "de vingança" das forças governamentais e de seus aliados nos arredores da cidade de Al Bukamal, que o Estado Islâmico conseguiu recuperar das mãos de seus rivais ontem.

De acordo com o OSDH, os bombardeios atingiram um mercado da localidade de Atareb, dominada por rebeldes.

A Rússia, aliada de Damasco, anunciou em finais de julho a conclusão de uma trégua com grupos rebeldes "moderados" para a instauração de quatro "zonas de distensão" no território, nas quais é observado em princípio um cessar-fogo.

Uma dessas regiões inclui a província de Idleb e parte das províncias vizinhas de Hama (centro), Alepo (norte) e Lattaquia (oeste).

Mais de 330 mil pessoas morreram, e milhões de sírios se viram obrigados a abandonarem suas casas desde o início do conflito no país.

Comentários