PM agride família durante ocorrência em porta de hospital de MG — VÍDEO

Ajustar Comente Impressão

A Polícia Militar abriu investigação, em caráter de urgência, para apurar a conduta de dois militares que foram flagrados em abordagem truculenta a duas mulheres do lado de fora de uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Salinas, na região Norte de Minas. "Com base nas imagens, o Comandante da Unidade, Major PM Giovane Rodrigues de Oliveira, determinou a abertura de um Inquérito Policial Militar em caráter de urgência, já procedendo à oitiva dos envolvidos e dos policiais militares".

Um inquérito já foi aberto para investigar o caso.

"No fim da tarde de (12/11), a PMMG foi acionada a comparecer no Pronto Socorro do Hospital na Cidade de Salinas, onde algumas pessoas, com visíveis sinais de embriaguez, estavam causando transtornos às atividades do Hospital, que estava com diversas pessoas aguardando para serem atendidas".

No vídeo, é possível perceber um clima de desentendimento, com discussões e vozes alteradas. Quando tentavam algemar os infratores, 02 mulheres, J.T.C, de 35 anos e N.T., de 23 anos, tentaram impedir a ação dos policiais, tendo, inclusive, segundo relatos de testemunhas, avançado sobre o armamento dos militares, momento em que também foram detidas.

De repente, o clima esquenta com a prisão de um segundo homem, que é dominado por quatro policiais. Na noite de (12/11) um vídeo do fato circulou nas redes sociais mostrando as mulheres sendo agredidas por um policial. Ela é puxada pelos cabelos e outra leva um tapa e cai afastada do tumulto. A ação final de um dos PMs filmada por um cinegrafista amador é mais um tapa certeiro no rosto do primeiro preso, que também fala alguma coisa antes de ser atingido. Dois homens também foram contidos com uso de força.

Enquanto policiais tentam imobilizar um dos homens, uma mulher empurra um policial e, em seguida é atingida por um soco. Dois homens de 19 e 25 anos estavam xingando as pessoas e diziam que tinham se envolvido em uma briga momentos antes.

Em decorrência da ação, 02 militares tiveram escoriações, pois levaram chutes por parte dos autores, que também tiveram lesões leves. Todos foram para a delegacia e os policiais foram liberados.

Comentários