Sistema de pagamento Android Pay chega ao Brasil

Ajustar Comente Impressão

O Android Pay, serviço de pagamentos móveis do sistema do Google, foi finalmente lançado no Brasil nesta terça-feira (14).

A chegada do serviço ao país já era esperada desde maio deste ano, quando a empresa afirmou pela primeira vez, durante a conferência Google I/O, que o Brasil receberia o Android Pay. Em breve, o sistema deve aceitar também clientes do Bradesco e cartões Mastercard. Hoje, a vasta maioria das maquininhas de cartão de crédito já está preparada para receber pagamentos de forma contactless, usando tecnologias como o NFC. Cartões de débito da Caixa também podem ser cadastrados. "É mais um passo de empoderamento e inclusão digital", diz Fabio Coelho, presidente do Google Brasil. A partir de agora, os usuários de smartphones Android já podem utilizar o próprio aparelho para realizar pagamentos tanto em lojas online quanto físicas, desde que as máquinas de cartão tenham suporte à tecnologia NFC. Dados de setembro da Kantar Worldpanel mostram que o sistema Android representou 92,6% das vendas de smartphones no Brasil no terceiro trimestre de 2017, contra participação de apenas 4,7% do iOS, da Apple.

O sistema começa a funcionar no País com parcerias fechadas com bancos (Banco do Brasil, Neon e Caixa Econômica Federal), empresas de cartões (Visa, Porto Seguro e Brasil Pré-Pago) e diversos tipos de estabelecimento, entre postos de gasolina (Ipiranga), farmácias (Drogas Raia e Drogasil) e lojas de roupas (Hering, PUC, Dzarm). A vantagem está no fim da exigência de levar seus cartões de banco para todo lugar. O recurso funciona apenas para Android, e é preciso informar a senha na máquina em compras acima de R$ 50.

Para os bancos, o pagamento por aproximação é uma estratégia para tornar o relacionamento do cliente com as instituições e os cartões mais amigável, de olho em um mercado ainda com potencial de crescimento no país. Mas o estudo estima que compras com cartões atingirão 40% do total de pagamentos em 2026, enquanto o uso do dinheiro deve cair para 31%.

"O Android Pay é mais uma iniciativa para incertivarmos os meios de pagamentos eletrônicos", diz Rogério Panca, diretor de meios de pagamento do Banco do Brasil.

Para utilizar o sistema, claro, é preciso um smartphone Android que possua chip NFC e baixar o app no Google Play.

Comentários