EUA aprovam pílula que é digital e pode ser rastreada no organismo

Ajustar Comente Impressão

Pela primeira vez na história, o FDA, órgão norte-americano responsável por aprovar medicamentos vendidos nos EUA (semelhante à Anvisa), aprovou a comercialização de uma "pílula digital" - um remédio equipado com um chip rastreável -, informou nesta terça-feira, 14, o jornal The New York Times.

Trata-se do Abilify MyCite, um remédio à base de aripiprazol - medicamento antipsicótico para tratamento de esquizofrenia, transtorno bipolar e outras patologias similares - que se apresenta em pílulas que contêm um sensor do tamanho de um grão de areia feito de silicone, cobre e magnésio.

Além do combo pílula-sensor, o sistema é composto por uma espécie de adesivo, que vai acoplado ao corpo.

O adesivo que recebe esse sinal (e que tem de ser trocado semanalmente) regista ainda outros dados, como o batimento cardíaco, o número de passos que o paciente dá e até as horas de sono. De lá, os dados vão para o app, como o horário e data em que foi tomado e algumas informações sobre a atividade fisiológica do indivíduo.

Segundo a empresa fabricante da tecnologia, a ferramenta pode ser utilizada para manter a adesão ao tratamento de pacientes que podem ter dificuldades para continuar a terapia durante um período maior de tempo devido aos sintomas característicos dos distúrbios mentais.

"Ser possível rastrear a ingestão de medicamentos prescritos para doenças mentais pode ser útil para alguns pacientes", disse Mitchell Mathis, médico diretor da Divisão de Produtos de Psiquiatria no Centro de Avaliação e Pesquisa de Drogas da FDA.

O Abilify MyCite é comercializado pelo grupo farmacêutico japonês Otsuka Pharmaceutical Co., enquanto que o sensor e o patch são fabricados pela americana Proteus Digital Health. Ele acrescenta: "A FDA apoia o desenvolvimento e o uso de novas tecnologias na prescrição de medicamentos e é comprometida em trabalhar ao lado das companhias para entender como a tecnologia pode beneficiar pacientes e médicos". A aprovação da tecnologia foi feita baseada em seu potencial. Aqueles que fizerem uso da medicação devem ser acompanhados no que diz respeito a pensamentos e comportamentos suicidas.

Comentários