Chefe de criação da Pixar se afasta após queixas de assédio

Ajustar Comente Impressão

Os "avanços indevidos" do cineasta teriam motivado Rashida Jones (Parks and Recreation) e seu colaborador Will McCormack a deixar a produção de Toy Story 4 em sua fase inicial.

Recentemente tive diversas conversas que foram muito dolorosas para mim. A Disney, dona da Pixar, também se abdicou, mas uma fonte no estúdio disse que a saída teria sido por "diferenças criativas".

O caso não seria isolado e Lassater, conhecido por distribuir abraços publicamente, também seria conhecido internamente por "beijar, apertar e falar sobre atributos físicos". "Apreciamos a ação de John e sinceras desculpas e apoiamos seu afastamento". É construída com base em confiança e respeito, e torna-se frágil se algum membro não se sente valorizado. Como líder, é minha responsabilidade garantir que isso não aconteça; e agora acredito que falhando nesse quesito. Como resultado, eu comparei o líder que eu sou hoje com o mentor, defensor e campeão que eu quero ser. Fiquei sabendo que eu fiz algumas de vocês se sentirem desrespeitadas ou desconfortáveis. Nunca foi essa a minha intenção. Coletivamente, vocês são tudo para mim, e eu peço desculpas se eu lhes-decepcionei. Quero me desculpar especialmente com qualquer um que tenha recebido um abraço indesejado ou qualquer gesto, de qualquer forma ou maneira, que pareça inapropriado. Por mais benigna que tenha sido a minha intenção, toda a gente tem o direito de estabelecer os seus próprios limites e fazer com que estes sejam respeitados. Nas minhas conversas com a Disney, concluímos que estamos unidos no nosso compromisso de tratar suas preocupações com a seriedade necessária e lidar com elas da maneira apropriada. Também compartilhamos o desejo de reforçar a vibrante e respeitosa cultura que tem sido a base do sucesso dos nossos estúdios desde o início.

"Minha esperança é que um semestre sabático vai me dar a oportunidade de começar a cuidar melhor de mim mesmo, me recarregar e me inspirar, para então retornar com a visão e a perspectiva que preciso para ser o líder que vocês merecem", concluiu Lasseter, de 60 anos, vencedor de um Oscar honorário em 1995 pela criação de "Toy Story", o primeiro longa-metragem de animação computadorizada.

Eu sou extremamente orgulhoso dessa equipe, e eu sei que vocês continuarão a surpreender o mundo na minha ausência. "Desejo-vos a todos uma excelente época festiva e anseio por voltar a trabalhar convosco no novo ano".

Comentários