Membro dos Backstreet Boys acusado de violação

Ajustar Comente Impressão

Nick Carter, de 37 anos, um dos integrantes da boy band Backstreet Boys, se manifestou sobre a acusação de que teria estuprado a cantora Melissa Schuman, 33, ex-integrante da girl band Dream, quando ela tinha 18 anos.

Em declaração à revista People, Carter se disse "chocado e triste" com as alegações da cantora. Ela nunca me mostrou, enquanto estávamos juntos, que o que fizemos não era consensual.

O texto conta em detalhes tudo o que aconteceu, no ano de 2002, enquanto os dois cantores gravavam juntos um filme para a TV. "Esta é a primeira vez que ouço esta acusação, quase duas décadas depois".

Recentemente, o site Radar Online publicou uma matéria sobre o cantor integrante dos Backstreet Boys ter estuprado uma fã, de apenas 20 anos. Schuman relatou o caso, que aconteceu quando ela tinha 18 e ele 22, em seu blog pessoal.

Ela contou que quando o caso aconteceu eles já se conheciam, um dia ele a chamou para passar um dia livre ao lado de um amigo em um apartamento em Santa Mônica, na Califórnia. Em certo momento, Melissa e Nick começaram a se beijar e ele propôs que os dois fossem para o banheiro.

A cantora relatou que foi obrigada a fazer sexo oral e, depois, com a casa já vazia, foi levada a um quarto, onde o ato foi consumado.

Depois da noite, Melissa explica que Nick Carter enviou mensagens e fez ligações, mas ela nunca o respondeu. "Ele estava ciente de que eu era virgem e seguia os valores religiosos cristãos conservadores".

"Então, quando ele colocou a minha mão no pénis dele, eu só pensava que aquela era a única maneira de sair dali e de acabar o que ele tinha começado", conta.
Depois baixou suas próprias calças e pediu para que Melissa fizesse o mesmo nele. Melissa decidiu não seguir em frente com a acusação devido a questões de dinheiro - Carter "tinha o advogado mais poderoso do país", segundo a ABC - e ao facto de ter medo de prejudicar a sua própria carreira, uma vez que Nick disse que podia prejudicá-la "profissionalmente e publicamente".

"Ele me levou até a cama e deitou sobre o meu corpo". Ele sussurrou no meu ouvido: eu poderia ser seu marido”.

As acusações contra o cantor chegam em meio a uma enorme polêmica nos Estados Unidos sobre vários casos de agressão no mundo da música, do cinema e da política por conta do escândalo em torno do produtor de Hollywood Harvey Weinstein.

Comentários