Petrobras aumenta preço do botijão de gás em 8,9%

Ajustar Comente Impressão

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira um novo reajuste no de gás de cozinha (GLP) de uso residencial. Desta vez, a alta será de 8,9%, em média, valendo a partir desta terça.

O último reajuste ocorreu em 05 de novembro de 2017. O reajuste foi motivado principalmente devido à alta das cotações do produto nos mercados internacionais, segundo nota enviada pela estatal. O pintor Reinaldo Barbosa, que mora no interior do estado de São Paulo, contou que ele e a esposa, a qual trabalha como diarista, passaram a cozinhar apenas uma vez por dia. Os distribuidores, no entanto, têm liberdade para decidir o quanto do aumento repassarão aos consumidores. De acordo com o Sindigás, que reúne as empresas distribuidoras de GLP no país, o ajuste anunciado deixa o preço do gás de botijão de 13 quilos aproximadamente 1,3% abaixo do preço de paridade internacional. Se for integralmente repassado aos preços ao consumidor, a companhia estima que o preço do botijão de gás de cozinha pode ser reajustado, em média, em 4,0%, ou cerca de R$ 2,53 por botijão - isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda, e as alíquotas de tributos. A empresa ainda afirma que "a alteração atual não se aplica ao GLP destinado a uso industrial/comercial".

Comentários