Reprovação a Doria em SP triplica e atinge 39%

Ajustar Comente Impressão

Doria ainda tem 29% de ótimo ou bom e 31% que apontam a gestão como regular. "Temos que melhorar", disse.

Questionado sobre ter atingido o mesmo nível de reprovação do antecessor Fernando Haddad (PT), que não conseguiu se reeleger em 2016, Doria alegou que sua aprovação é maior que a do petista, se comparados períodos semelhantes, ou seja, primeiros 11 meses de governo. Haddad afirma, porém, que houve uma frustração de receita em razão da crise econômica e que ela não poderia ter sido prevista anteriormente. O levantamento foi divulgado nesta terça-feira (5) pelo jornal Folha de S. Paulo. Temos que melhorar a zeladoria urbana, a operação tapa-buracos e iniciamos agora o Asfalto Novo. Já a aprovação do tucano caiu 15 pontos percentuais (44% para 29%). 1% não soube responder.

De acordo com a pesquisa, 70% dos entrevistados disseram que o prefeito fez menos por São Paulo do que se esperava. É o índice mais alto da gestão desde que Doria assumiu a Prefeitura.

Já para 17%, Doria fez o que se esperava dele e 10% disseram que consideram a atuação do tucano acima da expectativa. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Sobre os bairros dos entrevistados, 83% dizem que Doria fez menos do que se esperava, só 4% dos entrevistados consideram acima do esperado.

A reprovação a Doria se destacou entre os mais pobres (44%), mulheres (44%), pessoas de 35 a 44 anos (44%) e com ensino médio (41%).

Em comparação ao levantamento anterior, divulgado em outubro deste ano, a desaprovação da gestão Doria aumentou e a aprovação apresentou queda.

Comentários