Fifa amplia suspensão provisória de Guerrero antes do resultado do julgamento

Ajustar Comente Impressão

A Fifa prorrogou por mais 20 dias a suspensão provisória imposta ao atacante peruano Paolo Guerrero, enquanto avalia se aplicará uma sanção maior de acordo com as investigações sobre um possível doping do jogador, anunciou nesta terça-feira o presidente da Federação Peruana de Futebol (FPF), Edwin Oviedo. Na ocasião, os advogados do camisa 9 apresentaram à entidade provas que podem inocentar o atleta.

A defesa do jogador, porém, tem a expectativa de que o resultado do julgamento ao qual Guerrero foi submetido seja divulgado em breve.

A decisão impedirá o jogador de disputar a final da Copa Sul-Americana contra o Independiente, cujas partidas estão marcadas para esta quarta-feira e para o dia 13. A substância encontrada foi a benzoilecgonina, que é um metabólico da cocaína, mas que também pode ser encontrada no chá da folha de coca.

O julgamento de Guerrero aconteceu na última quinta-feira, na sede da Fifa, em Zurique, na Suíça.

Paolo Guerrero testou positivo para a substância benzoilecgonina, principal metabólito da cocaína, em exame antidoping realizado depois da partida entre Peru e Argentina no dia 5 de outubro, pelas eliminatórias da Copa do Mundo. A versão de Guerrero é que a ingestão se deu via um chá de coca, consumido antes do jogo contra a Argentina, pelas Eliminatórias. Agora só falta a decisão - disse o atacante após a audiência na última semana.

Comentários