Acidente deixa mortos e feridos na Rodovia dos Imigrantes

Ajustar Comente Impressão

A Polícia constatou, ainda, que André Gonçalves, condutor do Ecosport, também estava com a CNH cassada por excesso de multas. O caso ocorreu na noite dessa terça-feira, na pista sentido capital da Rodovia dos Imigrantes, na Grande São Paulo. André Micheletti, que conduzia o carro de luxo, passou por audiência de custódia no Fórum de São Bernardo e a o juiz Dr. Edson Nakamatu ordenou que Micheletti fosse preso preventivamente.

Testemunhas relataram que motorista de Mercedes estava em alta velocidade e há suspeita de que participava de racha com Camaro. O veículo atingido - um Ford Ecosport - levava oito passageiros e foi arremessado para o canteiro lateral após a colisão com uma Mercedes. Apesar de não ser considerado foragido, a polícia procura pelo motorista do Camaro. Ele estava com duas pessoas no carro e ninguém se feriu. Ele foi autuado por homídio qualificado, além dos crimes de lesão corporal por dirigir sem habilitação. De acordo com a polícia, ele fez o teste do bafômetro e o resultado foi negativo.

Logo após a batida, a Ecosport pegou fogo e muitos motoristas que passavam pelo local pararam para ajudar, emprestando os seus extintores para combater o incêndio e auxiliar no resgate às vítimas. Juliana, que era esposa do motorista do Ecosport, morreu no local do acidente. Já Vitória foi socorrida, mas morreu no hospital. Dois adultos estão internados, incluindo o motorista da EcoSport, que foi diagnosticado com traumatismo craniano e suspeita de traumatismo na coluna.

Segundo a concessionária Autopista, duas das vítimas em estado grave foram removidas para o Hospital Geral de Itapecerica da Serra. "Dois veículos, um próximo do outro, a mais de duzentos por hora, eu considero que seja racha", afirmou o técnico de fibra ótica Thiago Ronaldo.

- outro homem que estava no veículo também está em estado de observação no Hospital do ABC.

Segundo a prefeitura, a criança de um ano teve problema pulmonar e foi transferida para o Hospital Mário Covas, em Santo André; um menino de três fraturou o fêmur e foi transferido para o Hospital Estadual Serraria, em Diadema; uma menina de cinco anos foi transferida para um hospital da rede conveniada São Cristóvão e um menino de um ano com sangramento no fígado foi levado para o Hospital São Paulo.

Comentários