Kodak vai usar blockchain para garantir direitos autorais dos fotógrafos

Ajustar Comente Impressão

A centenária Kodak anunciou que irá lançar a KodakCoins. É o caso da Kodak, empresa cujas raízes são a fotografia, e que anunciou à margem da feira uma plataforma de licenciamento e gestão de direitos de fotos baseada em blockchain - o Kodak One - e uma criptomoeda chamada Kodak Coin, que promete ajudar os fotógrafos a rentabilizar os seus trabalhos.

As ações da empresa fecharam a terça-feira em alta de 119,3%, a US$ 6,80, na Bolsa de Valores de Nova York. A ideia é criar uma criptomoeda própria para o mercado de fotografia.

A plataforma usa a tecnologia blockchain, espinha dorsal do bitcoin e outras moedas digitais que aumentaram nos últimos meses e suscitaram medo de uma bolha de preços.

"Participar de uma nova plataforma, é fundamental que os fotógrafos conheçam seu trabalho e seus ganhos sejam gerenciados de forma segura e com confiança, exatamente o que fizemos com a KODAKCoin", disse o CEO da WENN Digital, Jan Denecke.

Kodak anuncia plataforma e moeda virtual para fotógrafos e ações dobram de valor
Kodak Está Lançando uma Criptomoeda para Fotógrafos

A Oferta de Moeda Inicial (ICO) - uma forma de se levantar dinheiro para financiar uma nova criptomoeda, uma espécie de IPO - está prevista para o dia 31 de janeiro e será aberta para investidores de vários países.

Em redes sociais, muitas pessoas questionaram a conta, pois ela é feita com base na premissa de que a dificuldade em minerar bitcoins permanecerá estável nesses dois anos. Uma delas é a Microsoft, que chegou a aceitar pagamentos em bitcoins, mas parou de fazê-lo citando a volatilidade da moeda digital. Os papéis, entretanto, custam pouco mais de US$ 9 cada um, um preço baixo para uma companhia de tal nome, mas o maior valor já atingido por eles em muito tempo.

De toda forma, os anúncios surpreenderam. Há seis anos, entrou em falência após a ascensão das fotos digitais e sobreviveu ao adotar um novo foco: impressões digitais.

Nota: falar de criptomoedas não é incentivar à sua compra nem dar garantias da sua rentabilidade.

Comentários