Estou disposto a conversar com a Coreia do Norte, diz Trump

Ajustar Comente Impressão

Ainda segundo o comunicado, "o presidente Moon informou a Trump sobre o resultado das discussões entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul do dia 9 de janeiro e agradeceu ao governante americano por sua influente liderança para tornar estas conversas possíveis".

Isso acontece um dia depois das Coreias estabelecerem as primeiras conversas em mais de dois anos.

"Ambos os chefes de Estado pensam que as atuais conversações possam, naturalmente, levar ao diálogo entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte para a desnuclearização da península coreana após as Olimpíadas de Inverno de Pyeongchang", lê-se numa declaração da presidência da Coreia do Sul.

"O presidente Trump expressou a sua disposição para manter conversações entre os EUA e Coreia do Norte no momento apropriado, nas circunstâncias adequadas", indicou a Casa Branca.

A Coreia do Norte deve enviar uma delegação de 400 a 500 pessoas, entre funcionários de alto escalão, jornalistas, atletas, torcedores e equipes de demonstração de taekwondo para os Jogos de Inverno de PyeongChang, na Coreia do Sul.

O governo Trump tem dito que prefere uma solução diplomática para a crise, mas que todas as opções estão sendo consideradas, inclusive uma ação militar. Agora, o COI (Comitê Olímpico Internacional) marcou uma reunião para o dia 20. O COI também irá decidir sobre o formato da participação, incluindo questões relacionadas ao protocolo oficial, como bandeira, hino, cerimônias de pódio, uniforme, etc.

Comentários