Intel diz que irá corrigir Meltdown e Spectre ainda neste mês

Ajustar Comente Impressão

A afirmação, segundo o CNN Money, foi feito na noite de segunda-feira na Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas.

Krzanich voltou a repetir que desconhece que dados tenham sido hackeados através do Meltdown e do Spectre, duas grandes falhas de segurança que deixaram vulneráveis quase todos os microcomputadores. "A segurança é o trabalho número 1 para a Intel e o nosso mercado", afirmou.

Mas a Intel tem sido a principal protagonista da questão.

A transparência da Microsoft neste caso é fora do comum.

Entretanto o jornal Oregonian noticiou que a Intel criou um novo grupo, denominado "Product Assurance and Security", cujo objectivo é garantir a segurança oferecida pelos equipamentos da empresa. O grupo será liderado por Leslie Culbertson, ex-diretora da organização financeira da Intel, e também contará com o VP e gerente geral do grupo de engenharia da gigante, Steve Smith.

Também vai incluir Steve Smith, um vice-presidente e director geral do grupo de engenharia.

O executivo ainda garantiu ao público do evento nos EUA que a Intel está comprometida em resolver as vulnerabilidades Meltdown e Spectre.

Krzanich falou também dos investimentos em tecnologias desenhadas para melhorar a transmissão online e em directo de conteúdo audiovisual sobre eventos desportivos, para aplicações de disponibilização de filmes.

A IBM, uma das principais rivais da Intel, desenvolveu um chip de 50 qubits que também pode ser apresentado na CES.

Comentários