Google pode estar a preparar serviço de Streaming de videojogos

Ajustar Comente Impressão

O serviço tem por enquanto o nome "Yeti", e seria semelhante aos serviços de streaming como a PlayStation Now, onde os utilizadores pagariam uma taxa de inscrição para aceder uma coledção de jogos, que são executados num dispositivo remoto e transmitidos online.

De toda forma, a gigante de buscas teria contratado Phil Harrison, que trabalhou com a Sony e posteriormente com a Microsoft nas divisões de seus respectivos consoles, o que só corrobora com as especulações de que um novo hardware pode, de fato, estar a caminho.

O Yeti estaria sendo desenvolvido há pelo menos dois anos por uma equipe liderada pelos vice-presidentes Mario Queiroz e Majd Bakar.

A Google sentiu-se atraída por um segmento de mercado que gera receitas anuais na ordem dos 109.000 milhões de dólares para arrancar com o projeto da consola de jogos, embalada pelo sucesso de equipamentos como Google Home e Chromecast.

O streaming de jogos acaba com a necessidade de comprar hardware caro para jogos, já que todo o processamento do jogo é feito na cloud. Se uma empresa que é boa na construção de um serviço de internet rápido e robusto é a Google. Esta já possui uma enorme infraestrutura de entrega de conteúdo graças a sites como o YouTube, e a empresa actualmente possui uma pequena área de jogos com o serviço Google Play Games para Android e o YouTube Gaming, um concorrente do Twitch.

Ainda de acordo com a Ars Technica, houve a cogitação de lançamento da plataforma na temporada de férias de 2017, mas que por algum motivo - até o momento, desconhecido - foi adiado.

Comentários