Esperança pela aprovação da Previdência é nota 7 — Temer

Ajustar Comente Impressão

Ele fez a avaliação ao conceder entrevista à Rádio Guaíba, de Porto Alegre. O presidente explicou que "a Petrobras decidiu fazer os aumentos ou as reduções de acordo com os preços internacionais". Não vamos permitir. Vamos botar PF e Cade atrás dessa fiscalização para impedir essa espécie quase de agressão ao consumidor. "Essa providência está sendo tomada", disse.

Nesta quinta-feira (8), o ministro Moreira Franco, da Secretaria Geral da Presidência, já havia informado que pediu formalmente ao presidente do Cade, Alexandre Barreto de Souza, que inicie uma investigação sobre o preço de combustíveis para apurar se há cartelização no setor.

Além da Reforma da Previdência, Temer também falou que medidas estão em análise para diminuir o impacto do aumento do preço da gasolina e do gás de cozinha para a população carente. "Houve aumento no botijão do gás de cozinha e estou examinando uma fórmula de compensar esse aumento para os mais pobres porque é para eles que o gás de cozinha tem um efeito muito grade", disse.

"A reforma não atinge os mais pobres".

Ao ser questionado qual nota daria para seu governo, o presidente Michel Temer (MDB) respondeu com bastante positividade. "Hoje é 7 viu". "Mas espero chegar a 10", completou. "Temos que conseguir convencer os colegas parlamentares", disse Temer. Me deram um apoio extraordinário. A prefeitura de Boa Vista estima que cerca de 40 mil venezuelanos se estabeleceram na cidade após fugir da crise econômica e política que o país vizinho atravessa.

O presidente voltou a defender a nomeação da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) para o Ministério do Trabalho.

Comentários