Vazamento de código do iOS deixa Apple em estado de alerta

Ajustar Comente Impressão

A Apple é um dos grandes expoentes do software fechado, o que implica em não expor o código-fonte de seus softwares por motivo algum.

As descrições que acompanhavam o vazamento associavam as partes do código-fonte ao iBoot do iOS 9.3.

O iBoot da Apple garante uma inicialização segura do iOS ao carregar o Kernel verificando se este está assinado antes da conclusão do carregamento do Sistema Operativo.

Os hackers que possuem este código poderiam utilizá-lo para encontrar vulnerabilidades no sistema. Isso pode ser usado tanto para fins maliciosos, para atacar usuários de iPhones, quanto para fins mais amenos, como criar novos métodos de jailbreak mais eficazes para desbloquear o aparelho. Mas só agora o caso ganhou repercussão, após divulgado recentemente no 'GitHub'.

Para a surpresa de ninguém, a Apple não comentou o assunto até agora, mas a companhia foi rápida em enviar ao GitHub uma solicitação de retirada do código-fonte sob alegação de que o vazamento tem relação com propriedade intelectual, o que praticamente confirma a legitimidade do material. Isso dito, nada realmente some da internet e cópias da informação continuam sendo distribuídas em comunidades especializadas.

A Motherboard ouviu dois especialistas de segurança informática em iOS, que confirmaram que o código revelado tinha uma origem legítima - ou seja, não era código inventado a fazer-se passar pelo sistema operativo da Apple.

"Códigos-fonte antigos de três anos atrás parecem ter sido vazados, mas a segurança dos nossos produtos não depende do segredo do nosso código-fonte". "Há muitas camadas de protecção de software e hardware nos nossos produtos, e recomendamos sempre aos nossos consumidores que actualizem os seus dispositivos para usufruírem da protecção mais recente".

Comentários