Barril do Brent fecha em baixa de 1,12%

Ajustar Comente Impressão

Os futuros do Brent caíram 2,02 dólares por barril, ou 3,1%, a US$ 62,79, menor nível desde 13 de dezembro.

Ontem (8), o barril do petóleo WTI fechou em baixa de 1,04%, cotado a US$ 61,15, o segundo valor mais baixo neste ano (US$ 60,37). O Brent caminha para uma perda semanal de cerca de 6 por cento, a maior desde abril, enquanto o declínio semanal do petróleo nos EUA já supera 7 por cento, o mais forte desde março. Em relação ao mesmo intervalo do ano passado, o avanço foi de 200.

A produção nos Estados Unidos, especialmente a oriunda da exploração de hidrocarbonetos não convencionais, ganhou força nos últimos meses, como resultado de um aumento paulatino do preço do petróleo, o que tornou essas jazidas rentáveis novamente.

A produção de petróleo nos EUA atingiu um recorde de 10,25 milhões de barris por dia (bpd) na semana mais recente, de acordo com a Administração de Informações de Energia do país (AIE), enquanto uma interrupção em um importante oleoduto no Mar do Norte foi rapidamente resolvida.

Até recentemente, os preços do petróleo eram impulsionados pelos cortes na produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e por outros grandes nomes do setor, como a Rússia.

Além disso, os contratos do petróleo vêm sendo prejudicados pelo tombo do mercado acionário de Nova York nesta semana.

A perspectiva de um ritmo mais acelerado de aperto monetário nos EUA vêm pressionando as bolsas, que mais cedo amargaram duras perdas.

Comentários