Escola de samba retrata Michel Temer como vampiro no Rio de Janeiro

Ajustar Comente Impressão

Um dos carros de destaque foi o que levou o "presidente" Temer no topo, chamado de " vampiro neoliberalista". Com o samba enredo "Meu Deus, Meu Deus, Está Extinta a Escravidão?" os foliões fizeram um resgate histórico do período da escravidão até os dias de hoje, quando os direitos trabalhistas estão sob ataque do governo de Michel Temer.

Ao final, os integrantes do Paraíso comemoraram o bom desfile - que talvez não possa ser repetido no desfile das Campeãs (reunião das seis melhores escolas das duas noites), mas deixa a escola distante do rebaixamento à segunda divisão. Um dos momentos mais polêmicos do desfile foi a representação dos manifestantes-fantoches, que estavam vestidos com camisetas amarelas, empunhando frigideiras e colheres de pau ao serem manipulados por mãos gigantes. O presidente-vampiro apareceu em uma fantasia que combinava terno, faixa presidencial, penas, brilhos e maços de dinheiro.

Assim que terminou de passar pela avenida, a Tuiuti se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter, assumindo o primeiro lugar dos trending topics no Brasil e segundo no mundo.

Usuária na rede social, a senadora paranaense e presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann, entrou na discussão para dar sua versão sobre o impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff. A escola de samba Paraíso da Tuiuti retratou o governante como um vampiro, em uma roupa feita com materiais que representam notas de dólar e diamantes.

Comentários