Morre o primeiro governador eleito por Mato Grosso do Sul

Ajustar Comente Impressão

É assim que o vereador João Rocha, presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, define a trajetória do ex-governador Wilson Barbosa Martins, que faleceu nesta terça-feira, aos 100 anos.

O velório acontece no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, das 15h às 22h desta terça-feira, e é aberto ao público.

"O dr Wilson foi um ícone da história política-administrativa contemporânea do Estado, e ajudou no movimento para a criação de Mato Grosso do Sul". Sério e firme nas atitudes, sempre agiu com serenidade mesmo diante das crises, e com esse perfil soube trazer para a nossa Campo Grande, quando prefeito, e ao nosso Estado, no cumprimento dos dois mandatos de governador, obras e ações importantes para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. Filho de Henrique Martins e de Adelaide Barbosa Martins, [1] nasceu na Fazenda São Pedro, área que hoje corresponde ao município de Sidrolândia e na época era área rural de Campo Grande. Formou-se em direito na Faculdade do Largo de São Francisco em São Paulo. Filiado ao partido da União Democrática Nacional (UDN), foi eleito deputado federal por Mato Grosso do Sul em 1963.

Em fevereiro de 1969 teve seu mandato parlamentar cassado e os direitos políticos suspensos por dez anos pelo Ato Institucional nº 5, editado em dezembro do ano anterior, voltando a exercer a advocacia.

Wilson Barbosa Martins casou-se com Nelly Martins, com quem teve três filhos: Nelson, Thaís e Celina.

Em 1974 foi eleito para o diretório do MDB mas não ocupou o cargo, aguardando obter do Tribunal Superior Eleitoral a recuperação de seus direitos políticos, o que só viria a ocorrer com a anistia decretada em agosto de 1979.

O vereador teve a oportunidade de trabalhar no Governo do Estado de Mato Grosso do Sul durante a gestão de Wilson Barbosa Martins, como secretário da Fundação de Desporto e Lazer (Fundesporte), entre os anos de 1995 e 1998.

Em 1982, na primeira eleição direta, Wilson foi eleito governador do Mato Grosso do Sul.

Comentários