Agressões a enfermeiros e polícia quase atropelado no Hospital de São João

Ajustar Comente Impressão

"Um dos enfermeiros necessitou de ficar internado", disse a fonte policial.

O caso registou-se pouco depois das 23:00 de terça-feira e relaciona-se com a entrada de um doente que se fazia acompanhar por "um número indeterminado" de pessoas. Dois dos indivíduos já foram identificados pela PSP, que participou o caso ao Ministério Público. Para tentar dissipar os desacatos, fez dois disparos de intimidação para o ar.

Foi nessa fuga que os agressores tentaram atropelar o polícia.

Após a intervenção do agente, que segundo o JN chegou mesmo a efetuar um disparo com a arma de serviço de forma a assustar os agressores, este foi ainda alvo de uma tentativa de atropelamento, quando os autores dos desacatos se puseram em fuga. Os fugitivos continuam em paradeiro incerto, mas as forças policiais continuam as buscas.

Quatro profissionais foram agredidos, ao final da noite de ontem, no Hospital de São João, no Porto.

Os incidentes ocorreram na zona da triagem e, segundo o Jornal de Notícias, só terminaram com a intervenção de um dos agentes da PSP de serviço no local.

O Conselho de Administração do CHSJ comunicou os factos às autoridades competentes e manifestou "toda a solidariedade" para com os profissionais envolvidos. Os profissionais, brutalmente agredidos, apenas estavam a desempenhar as suas funções.

Comentários