PSP vai reforçar armas para responder a ameaça terrorista

Ajustar Comente Impressão

As unidades de elite da PSP vão receber novas espingardas para dar resposta à ameaça terrorista.

A força de segurança vai comprar cerca de 200 espingardas de calibre 5.56 milímetros.

A medida, que pretende substituir gradualmente armas que já são usadas há mais de 30 anos, vem na linha de opções semelhantes tomadas por outros países europeus.

PSP reforça armas para responder a ameaça terrorista
PSP vai reforçar armas para responder a ameaça terrorista

França e Espanha são dois países onde este reforço já existe - operando as autoridades com a HK G36, uma espingarda de assalto.

As espingardas têm uma capacidade de disparar 750 tiros por minuto a uma velocidade de 850 metros por segundo. Cada arma tem um custo de cerca de mil euros.

De acordo com o jornal, o fornecimento destas novas espingardas deverá ser sujeito a concurso, com verbas de lei de programação e equipamento das forças de segurança. As armas deverão ser distribuídas à Unidade Especial de Polícia, sobretudo ao Corpo de Intervenção e ao Grupo de Operações Especiais.

Comentários