Renato define relacionados do Grêmio sem Arthur e Madson — Recopa

Ajustar Comente Impressão

Começa nesta quarta-feira, 14, a busca do Grêmio pela conquista da Recopa Sul-Americana. Grêmio e Independiente se enfrentam no jogo de ida da Recopa Sul-Americana às 22h da quarta-feira (de Brasília), no Estádio Libertadores da América, em Avellaneda.

Se o Grêmio vencer, igualará o número de conquistas do Internacional e do São Paulo, que as equipes com o maior número de títulos. Sem Arthur e apenas em sua terceira partida da temporada, o campeão da Libertadores fez um jogo sem criatividade. Não houve, na decisão da Libertadores, nada daquilo que caracteriza o futebol argentino ao longo dos tempos. O novo manto do Independiente será com todos os detalhes em vermelho, cor da equipe.

Campaña; Bustos (Figal), Franco, Amorebieta e Silva; Gaibor (Gutiérrez), Domingo, Meza e Benítez (Fernández); Gigliotti e Menéndez. Antes, a equipe tricolor visitará o Veranópolis, no sábado, às 21h30, pelo Campeonato Gaúcho. Em termos de escalação, Renato Portaluppi tem alguns desfalques. Ele ainda não atuou na temporada 2018. Foi uma derrota e uma vitória.

Mas ninguém esperava que o desempenho fosse tão abaixo, recentemente, Léo Moura criticou os jovens do Grêmio dizendo que eles precisavam se responsabilizar pelos resultados ruins. O Grêmio, campeão em 1983, chegava a mais uma final, porém no primeiro jogo, não segurou os argentinos em Porto Alegre, e acabou perdendo por 1×0, gol do meio campista Burruchaga. Sem a presença do lateral-direito, o substituto natural deve ser Léo Moura, com Alisson atuando no meio-campo, pelo lado direito.

A arbitragem vem do Equador e é composta por Roddy Zambrano, auxiliado por Byron Romero e Christian Lescano.

No entanto, o título da Recopa pode tornar os últimos meses do Grêmio ainda mais vitoriosos, vale ressaltar que o rival Inter, se gaba por ter faturo o mesmo título que o Tricolor está disputando com o Independiente. Um título para o Brasil, com a Libertadores conquistada pelo Grêmio em cima do Lanús, e um título para a Argentina, que aplaudiu o Independiente superar o Flamengo em pleno Maracanã para conquistar a Sul-Americana. O time de Arce, Rivarola, Paulo Nunes e Jardel, e do técnico Felipão, goleou por 4 a 1 para garantir o título em Kobe, no Japão.

Comentários