Retratos de Barack e Michelle Obama serão expostos em Washington

Ajustar Comente Impressão

Michelle Obama disse esperar que o retrato tenha um impacto sobre meninas negras nos próximos anos.

Wiley ressaltou a honra que sentiu ao receber a incumbência de pintar o retrato do ex-presidente.

Os retratos oficiais do ex-presidente e da ex-primeira-dama norte-americanos foram revelados, esta segunda-feira, no museu National Portrait Gallery, em Washington, onde estão exibidas as figuras da maior parte dos antigos líderes da Casa Branca. Todos os ex-presidentes têm um retrato na galeria.

Mas Wiley também é conhecida por pintar imagens perturbadoras de mulheres negras que decapitam pessoas brancas, pelo menos duas das quais ele postou no Twitter. A telas, pintadas por dois artistas afro-americanos, se destacam das demais que figuram na coleção exibida na ala presidencial da galeria da rede de museus Smithsonian por fugirem do convencional. E, o de Michelle, por Amy Sherald, primeira colocada em uma premiação da galeria em 2016.

Barack é retratado sentado numa cadeira de madeira que flutua num fundo de folhagens e flores densas, que não ofusca a aliança de casamento pintada na mão esquerda.

Já Michelle foi desenhada com um longo vestido do designer Milly by Michelle.

Obama, que foi o primeiro presidente afro-americano dos Estados Unidos, cumprimentou Sherald pelo retrato de Michelle.

No seu discurso, o ex-Presidente agradeceu a Amy Sherald ter captado "tão espectacularmente" a "graça, beleza, inteligência, charme e sensualidade" da sua mulher. E brincou: "Tentei negociar menos cabelos brancos, mas a integridade artística do Kehinde não lhe permitiu aceder ao meu pedido". (...) Tentei o mesmo para ficar com as orelhas mais pequenas.

Comentários