Jogo grande que pode dar título — PSG-Monaco

Ajustar Comente Impressão

Rony Lopes descontou para o Monaco. Assim, consagra seu segundo título da temporada, já que foi campeão também da Copa da Liga Francesa.

Já para o Monaco resta a briga pelo vice-campeonato na competição. Em ligas nacionais, foi o terceiro título do atacante, que já havia garantido dois Campeonatos Espanhóis pelo Barcelona.

O PSG diminuiu o ritmo no decorrer da segunda etapa, mas mesmo assim ampliou a goleada. Ao todo, o lateral e o Rei do futebol têm 37 títulos. Aos 14 minutos, Cavani tocou de letra para Dí Maria, que cruzou para Lo Celso apenas empurrar para o fundo das redes. Aos 19, Cavani acerta bom passe para Dí Maria, que, em posição legal, teve o trabalho apenas de encobrir o goleiro para marcar um golaço e deixar o placar em 3 a 0. O argentino deu um belo toque por cobertura para anotar o terceiro do PSG. Pastore recebeu passe pela direita e cruzou para Draxler completar para o fundo do gol.

Só com 26 minutos de partida o Monaco teve uma boa oportunidade. Os visitantes diminuíram com Rony Lopes.

O caminho triunfal - 100% vitorioso no Parque dos Príncipes - começou com seis vitórias consecutivas, todas com mais de dois golos de diferença - a primeira em casa frente ao Amiens, ainda com o português Gonçalo Guedes como suplente utilizado -, e foi interrompido por um 'nulo' em Montpellier.

A goleada parisiense aumentou aos 12 minutos, novamente com a dupla Cavani e Di María.

O quinto minou qualquer esboço de reação do Monaco.

Com o rival disparado na liderança, o segundo colocado Monaco até poderia evitar o título antecipado neste domingo, mas levou quatro gols nos primeiros 27 minutos. Dez minutos depois, Draxler marcou o sétimo do PSG para definir o massacre.

Buscando não perder a vantagem criada na etapa inicial, o PSG foi para cima.

O Paris Saint-Germain iniciou a partida com clara superioridade e muito ímpeto ofensivo.

Com três gols de desvantagem, o Monaco tentou pressionar, mas quem marcou o quarto gol da partida foi o PSG. O Manchester City é o mais próximo na disputa, com 93 gols.

As contratações 'astronómicas' de Neymar ao FC Barcelona, por 222 milhões de euros, e Mbappé aos monegascos, por 180, e ainda de Dani Alves à Juventus, reforçaram a já poderosa formação comandada pelo espanhol Unai Emery, que praticamente 'passeou' até assegurar o seu sétimo troféu de campeão, a cinco jornadas do fim.

Comentários