Justiça autoriza que senadores inspecionem cela de Lula

Ajustar Comente Impressão

Blog do Esmael - A juíza federal Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal do Paraná, autorizou 12 senadores da Comissão de Direitos Humanos do Senado, que conta com 19 membros titulares e mais 19 suplentes, a visitar nesta terça (17) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Segundo os parlamentares, visita tem o propósito de "verificar as condições de encarceramento" do ex-presidente.

A comitiva deve ser integrada pela autora do requerimento, e também por Gleisi Hoffmann (PT-PR), Ângela Portela (PDT-RR), Fatima Bezerra (PT-RN), Telmário Mota (PDT-RR), Paulo Paim (PT-RS), Lindbergh Farias (PT-RJ), Jorge Viana (PT-AC) e Paulo Rocha (PT-PA). Ao deferir o pedido, a juíza Carolina Lebbos esclarece que não há qualquer relato de violação aos direitos de Lula na carceragem da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba (PR). E por isso o documento que foi remetido àquela superintendência, assinado pela presidenta da Comissão de Direitos Humanos (senadora Regina Sousa (PT-PI)), busca apenas isso: "que a gente possa visitá-lo e também os outros presos que se encontram naquela unidade", disse Paim, segundo a Agência Senado. Todos serão recepcionados na cidade por Roberto Requião (MDB-PR).

Por determinação do juiz federal Sérgio Moro, o petista está em uma sala maior, com direito a televisão, separado dos demais presos que cumprem pena no local. A condenação foi confirmada pelos desembargadores João Pedro Gebran Neto, Victor Laus e Leandro Paulsen, da 8ª Turma do TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), corte de apelação da Lava Jato (segunda instância). Em troca, o ex-presidente teria ajudado a empresa a obter contratos junto a Petrobras.

Comentários