MST ocupa fazenda do empresário Oscar Maroni, o 'magnata do sexo'

Ajustar Comente Impressão

Integrantes do Movimento dos Sem Terra (MST), que são contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, invadiram na manhã desta terça-feira (17), a sede da Rede Bahia, emissora filiada da Rede Globo, em Salvador. O movimento também relaciona o empresário com várias pendências trabalhistas, motivando assim a invasão à propriedade. Os sem-terra exigem que a área seja destinada para a reforma agrária e para a construção de um assentamento com produção de alimentos agroecológicos.

De acordo com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), eles ocupam a área do estacionamento da TV. "A Globo é uma das principais articuladoras do golpe; que a sociedade tem enfrentado".

"Felizmente temos no Brasil um homem que está revolucionando esse país e pode contar com o meu apoio, o senhor Sergio Moro", disse.

Os manifestantes que são contra a prisão do ex-presidente Lula, carregam bandeiras do movimento, instrumentos musicais e uniformizados pedem "Lula Livre". O imóvel é objeto de leilão para efeito de quitação de dívidas da OAS; o que comprova a sua posse pela empreiteira.

Equipes da Polícia Militar e da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) acompanham o protesto que está sendo realizado nesta manhã. "Se não é por que prendeu?"

Comentários